Imposto de renda 2022 receita federal

Receita Federal divulga as regras para a entrega da Declaração do Imposto  de Renda da Pessoa Física 2022 — Português (Brasil)

O Imposto de Renda é um tributo federal obrigatório que incide sobre a renda e o patrimônio das pessoas físicas e jurídicas residentes no Brasil. É arrecadado pelo Governo Federal e aplicado na distribuição de renda e na política fiscal do país.

A Receita Federal é o órgão responsável por administrar o Imposto de Renda no Brasil, estabelecendo as regras e procedimentos para a sua cobrança e fiscalização.

Para o ano de 2022, a Receita Federal já publicou as regras e as alíquotas do Imposto de Renda, que estão previstas na Instrução Normativa RFB n° 1.883, de 20 de dezembro de 2021.

De acordo com a Instrução Normativa, as alíquotas do Imposto de Renda para o ano de 2022 serão as seguintes:

  • Alíquota de 0% para rendimentos até R$ 22.847,76;
  • Alíquota de 7,5% para rendimentos de R$ 22.847,77 a R$ 33.919,80;
  • Alíquota de 15% para rendimentos de R$ 33.919,81 a R$ 45.012,60;
  • Alíquota de 22,5% para rendimentos de R$ 45.012,61 a R$ 55.976,16.

Para rendimentos acima de R$ 55.976,16, a alíquota será de 27,5% e será calculada sobre o valor total da renda.

Além das alíquotas, é importante destacar que o Imposto de Renda também possui um limite máximo de dedução, que é o valor máximo que pode ser abatido do imposto devido. Em 2022, o limite máximo de dedução será de R$ 16.754,34 para rendimentos tributáveis até R$ 464.682,66.

Outra mudança importante para o Imposto de Renda de 2022 é a criação de uma nova faixa de alíquota para os chamados "mega salários", que são rendimentos superiores a R$ 1.903.981,00. A alíquota para essa faixa será de 37%, mas ainda não há detalhes sobre como será aplicada essa alíquota.

O prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda de 2022 ainda não foi definido pela Receita Federal, mas geralmente ocorre entre março e abril do ano seguinte. A Declaração do Imposto de Renda é obrigatória para todas as pessoas físicas que tiverem rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em

Contribuintes já podem acessar programa de declaração do Imposto de Renda  de 2019

Jornal do Comércio