O ministro alexandre de moraes foi indicado por qual presidente

Alexandre de Moraes: um jurista linha-dura no caminho de Bolsonaro | GZH

O ministro Alexandre de Moraes foi indicado pelo presidente Michel Temer para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública em 2016. Antes disso, Moraes foi advogado e professor de Direito, e também atuou como procurador-geral de Justiça no estado de São Paulo.

Moraes é graduado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e possui mestrado e doutorado pela mesma instituição. Além disso, é especialista em Direito Penal Econômico e Internacional pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

Antes de ser nomeado ministro, Moraes atuou como secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo e foi presidente do Tribunal de Justiça do mesmo estado. Também já foi deputado federal pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e secretário de Segurança Pública do município de São Paulo.

Como ministro da Justiça e Segurança Pública, Moraes tem enfrentado desafios como a crise da Covid-19 e a necessidade de garantir a segurança pública em um país com altos índices de violência. Além disso, tem sido alvo de críticas por sua atuação na defesa da liberdade de expressão e do acesso à informação, bem como por sua postura em relação a protestos e manifestações populares.

Em resumo, o ministro Alexandre de Moraes foi indicado pelo presidente Michel Temer para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública em 2016. Ele é advogado e professor de Direito com ampla experiência em assuntos relacionados à segurança pública e tem enfrentado diversos desafios em sua gestão como ministro.

Entidades criticam Bolsonaro por acusar ministro Alexandre de Moraes de  tomar decisão 'política' | Política | G1

G1